Assine

Fábio Sousa

Breve


(Mesmo que o voo seja breve, que façamos algo de bom)


O mundo está mudando... Sempre esteve, apenas fechamos nossos olhos para isso, na violência, nas drogas, na covardia, fechamos nossos olhos e pensamos "está tudo normal". Mas não está, é triste aceitar que o caos é normal, essas coisas deveriam ser faladas, mudadas, jamais aceitadas.
Cada crime impune, cada criança morta, cada sonho interrompido, hoje parece normal. Normal uma criança entrar por um caminho obscuro, normal um jovem ser morto sem um motivo aparente, normal a injustiça, mas o Mundo para quando uma autoridade vem a falecer, quando um homem visivel vem a sacumbir! Isso pode me tornar menos humano, ou não, mas nessa hora eu vejo apenas uma outra vida, como outra qualquer, seja do pobre mendigo ou do rico em sua mansão, eu vejo apenas uma vida a menos no mundo, é triste lamentavel, mas vejo que somos todos iguais diante do que nos espera.
Como eu já disse aqui antes, eu não abaixo minha cabeça pra autoridade nenhuma, podem até dobrar meus joelhos a força, mas jamais dobraram o orgulho que carrego em mim, jamais dobraram a minha alma. Mas humildemente eu reverenciaria a pobre mãe de familia, o pobre pai que trabalhar pra sustentar uma casa, o pobre jovem que ninguém vê um futuro, mas mesmo assim continua acreditando em si. Quem vocês acham que vão mudar o mundo no final? Aqueles que criam uma ilusão através de promessas, ou aqueles que nunca desistiram? Aqueles que tiram o seu da reta? Ou aqueles que colocam o peito na frente sabendo que ele nao é de aço...
O mundo está mudando e as pessoas acham que no final o mais poderoso será o melhor o mais temido, pq respeito não se tem através do medo.
O mundo vai continuar mudando, mas espero que mude também com pessoas que tenham ideais de um futuro, e nao aquelas que só pensam no papel valioso, se não tudo que irá nos restar é um breve pensamento de que tudo está normal, natural... Mas é Anormal.



Breve
(Fábio Sousa)


O que dominou as ruas
O medo de caminhar
Olhar pro lado sem temer
Já é uma alucinação

E quem roubou os dias?
Aqueles que não vieram
Aqueles que espero
Os dias melhores

E da janela eu vejo o mundo
As coisas que passam por mim
E mesmo que o voo seja breve
Que façamos algo de bom

Que não seja só os sonhos
Que não seja só na minha imaginação
Que não seja da minha janela

E o que dominou os medos?
Até parou os corações
Tanta gente indo e vindo
E aquelas que não voltam mais?

E quem pegou essas vidas?
Aquelas que queriam viver
Aquelas que tinham sonhos
Dias melhores...

E da janela eu vejo o mundo
As coisas que passam por mim
E mesmo que o voo seja breve
Que façamos algo de bom

E salvem-se, salvem-se, salvem-se
Eles voltaram para as ruas
Salvem-se, salvem-se, salvem-se
Mas já não quero correr...


"mesmo que a vida seja breve, que ela seja eterna pelo mundo"
3 Responses
  1. ThiagOrnelas Says:

    Fala,meu camarada.
    Uou, que surpresa...quando entrei aqui achei que seria mais um blogzin metido a poeta e tals, mas não.
    Curti para caramba.
    Parabéns pelas sacadas e pelos textos.
    Espero-te la no meu tb
    www.nos4.wordpress.com


  2. Geici Says:

    Adorei o post.
    Nós não deveríamooos nos acostumar nuncaa...
    :/
    http://geiciblog.blogspot.com/


  3. Higor Says:

    Não da pra saber quem tem a vida pior ou melhor. Ainda mais quando as pessoas possuem pontos de vistas diferentes com relação a vida. O que abala uns, sequer incomoda outros. Seja pela criação ou por qualquer outro motivo inexplicável que molda a personalidade de uma pessoa, e as tornam fores ou fracas diante dos acontecimentos da vida, realmente não da pra julgar quem sofre mais ou menos. Só que também da pra dizer que independente de quão dura seja a realidade de uma pessoa, nada justifica que com suas atitudes, essa possa vir a afetar a vida de quem de fato não tem nada a ver com sua triste história. Matar? Em algumas partes do mundo isso é algo muito natural, pessoas vivem matando em nome da religião. Bom... o que eu posso dizer em nome da minha criação e cultura, é que julgo como inaceitável que por covardia, pessoas matem pessoas inocentes em troca de seus objetivos. Esse pensamento é obvio, para nós. Porem em outras culturas, e na mente de terroristas, esse pensamento não é uma regra. Para um assassino suicida, brasileiro ou americano que de certa forma importa a cultura de outros países, na vontade de matar isso provavelmente é motivo de confusão e muita reflexão na cabeça deles: O país dele o trata como louco, e outras mentes, outras cultura de o acolhem. Por isso o titulo do texto, paradigmas do bom senso.

    Obviamente os presos estão errados, primeiro porque todos estão lá por conta dos crimes que cometeram, segundo porque diante de nossa perspectiva, não tem lógica alguém pagando por um crime de assassinato, querer fazer justiça com as próprias mãos matando um estuprador por exemplo. Pra nós não tem lógica, mas pra eles... normal.

    E é mais ou menos isso que acontece quando nós julgamos uma pessoa sem olhar para nossas próprias atitudes. Algumas pessoas ainda são tão falhas, que fazem questão de continuar o ato de violência, seja com um linchamento ou pixações ofensivas, como aconteceu na casa do irmão do assassino