Assine

Fábio Sousa

Espírito Imortal


(Primas)


Espírito Imortal
(Fábio Sousa)

Espírito imortal
Que passa, mas não assombra
Me trás a breve lembrança
Dos ventos passados
Das noites em claro
Dos Dias interminaveis.

Espírito imortal
Que passa, mas não me toca
Me trás a ausência
Do mais puro significado
Dos dias mortos
Dos sonos não sonhados.

Espírito imortal
Que anda por entre as ruas
Buscando lamento
Buscando sentimento
Da saudade que cravou
Como espinhos na testa de um santo
Mas não sangra
Os olhos vêem
A alma sente
O coração palpita
Lembrando da breve vida
Que deixamos ao acordar todos os dias...


Espírito imortal, Que assombra...

Brasil






Brasil
(Fábio Sousa)


Mesmo com toda diversidade
O mundo para.
Em suas cores com todas as variedades
A inconstância predomina a razão
Os medos
Os sonhos
A verdade
Realidade.

De cedo se perguntou
No meio se calou
Mas ao final prevaleceu!

A dor não é dolorida
Não quanto a minha alma que chora
Uma dor tão prazerosa
De sentir essa única verdade
Ser brasileiro é vencer toda e qualquer dificuldade...

Das pedras que enfrentei
Nenhuma foi tão pesada quanto teu olhar
Que dúvida
Que crítica
Que não acredita

Mas aqui estou, com o peito estufado
Uma alma de vencedor
Meu sorriso
Meu corpo
Minha dor

A diferença é que...
Uns caem e outros rolam até se levantar...
A sútil diferença entre: Ter e conseguir...
É querer algo tão afundo e não desistir...

Como é bom ser brasileiro....



Medo, ódio, amor!


(Batizado, eu sou o pequeno solitário no banco pensando que pode voar, kkkkkkkkkkkkk)


Medo, ódio, amor!
(Fábio Sousa)


Eu olhei pra mim
E não vi ninguém querendo dividir
Um sonho tão bonito
Um sonho de menino

E o tempo foi
E ninguém mais viu
As lembranças se perderam
No mar do Adeus sem fim

Não é querendo ser maior.
Mas somos aquilo que não conseguimos ser...

Medo, ódio, amor...
Cadê os desejos?
Medo, ódio, amor
Cadê os nossos sonhos?

Te trago rosas mortas
Mas você nem reparou
Que o perfume era tão bom
Mas são só rosas, um buque.

E mesmo que o mal se funda em mim
A parte que te ama está aqui
No sonho bobo que ninguém sonhou
O sonho de menino

E não é querendo voltar
Mas estamos ocupados demais pra entender.

Medo, ódio, amor...
Cadê os desejos?
Medo, ódio, amor...
Cadê os nossos sonhos?

Eu olhei pra mim
E o tempo foi
E ninguém viu
Os sonhos...

Outro Dia


(Friaca)


Andei bem sumido, sem tempo para postar, maior saudades desse blog. Então aqui estou eu retornando, kkkk...



Talvez eu tenha me perdido, ou ainda nem me encontrei. Gosto de pensar que estou caminhando, rumo a um lugar do qual nunca ouvir falar, um lugar utópico, só meu. Pois assim sempre terei a curiosidade escondida em mim, para descobrir pontos dos quais eu jamais estive, vi e vivi...


Outro dia
(Fábio Sousa)


Tarde ou não
Chuva ou sol,
Não se faça pela manhã
Se faça através do dia.
Não incorpore a hipocrisia
Não seja nada que você não sonhe.
Não deixe que sonhem por você.

Tarde ou não
Chuva ou sol,
Se olhe bem no espelho
O inimigo está lá.
Não incorpore esses instintos
Não seja essa agonia.
Não deixe que lutem por você.

Tarde ou não
Chuva ou sol,
O mundo gira
E somos vítimas dos dias
Que passam e, ficam, cravados.
Mas não incorpore a ilusão
Não seja a mentira.
E não deixe que mintam por você.

Tarde ou não
Chuva ou sol,
A vida continua...

Breve


(Mesmo que o voo seja breve, que façamos algo de bom)


O mundo está mudando... Sempre esteve, apenas fechamos nossos olhos para isso, na violência, nas drogas, na covardia, fechamos nossos olhos e pensamos "está tudo normal". Mas não está, é triste aceitar que o caos é normal, essas coisas deveriam ser faladas, mudadas, jamais aceitadas.
Cada crime impune, cada criança morta, cada sonho interrompido, hoje parece normal. Normal uma criança entrar por um caminho obscuro, normal um jovem ser morto sem um motivo aparente, normal a injustiça, mas o Mundo para quando uma autoridade vem a falecer, quando um homem visivel vem a sacumbir! Isso pode me tornar menos humano, ou não, mas nessa hora eu vejo apenas uma outra vida, como outra qualquer, seja do pobre mendigo ou do rico em sua mansão, eu vejo apenas uma vida a menos no mundo, é triste lamentavel, mas vejo que somos todos iguais diante do que nos espera.
Como eu já disse aqui antes, eu não abaixo minha cabeça pra autoridade nenhuma, podem até dobrar meus joelhos a força, mas jamais dobraram o orgulho que carrego em mim, jamais dobraram a minha alma. Mas humildemente eu reverenciaria a pobre mãe de familia, o pobre pai que trabalhar pra sustentar uma casa, o pobre jovem que ninguém vê um futuro, mas mesmo assim continua acreditando em si. Quem vocês acham que vão mudar o mundo no final? Aqueles que criam uma ilusão através de promessas, ou aqueles que nunca desistiram? Aqueles que tiram o seu da reta? Ou aqueles que colocam o peito na frente sabendo que ele nao é de aço...
O mundo está mudando e as pessoas acham que no final o mais poderoso será o melhor o mais temido, pq respeito não se tem através do medo.
O mundo vai continuar mudando, mas espero que mude também com pessoas que tenham ideais de um futuro, e nao aquelas que só pensam no papel valioso, se não tudo que irá nos restar é um breve pensamento de que tudo está normal, natural... Mas é Anormal.



Breve
(Fábio Sousa)


O que dominou as ruas
O medo de caminhar
Olhar pro lado sem temer
Já é uma alucinação

E quem roubou os dias?
Aqueles que não vieram
Aqueles que espero
Os dias melhores

E da janela eu vejo o mundo
As coisas que passam por mim
E mesmo que o voo seja breve
Que façamos algo de bom

Que não seja só os sonhos
Que não seja só na minha imaginação
Que não seja da minha janela

E o que dominou os medos?
Até parou os corações
Tanta gente indo e vindo
E aquelas que não voltam mais?

E quem pegou essas vidas?
Aquelas que queriam viver
Aquelas que tinham sonhos
Dias melhores...

E da janela eu vejo o mundo
As coisas que passam por mim
E mesmo que o voo seja breve
Que façamos algo de bom

E salvem-se, salvem-se, salvem-se
Eles voltaram para as ruas
Salvem-se, salvem-se, salvem-se
Mas já não quero correr...


"mesmo que a vida seja breve, que ela seja eterna pelo mundo"

Um dom de ser mulher


(As duas mulheres da minha vida, minha mãe e minha irmã... Acompanhados por Meu irmão e o marido de minha irmã.)


Feliz dia da mulher.... Sei que foi ontem, mas não deu pra entra na net... Tudo que vocês mulheres merecem, esse ser de garra, que está sempre disposta a enfrentar qualquer barreira...


minha humilde homenagem...



Mulher.
(Fábio Sousa)

De baixo
Sem pensar
Por vezes sem entender
Mas sua maior parte da vida foi vencer...

E por mais que ninguém olhe
Hoje é diferente
Mostrou pro mundo
Mostrou pra essa gente
Que por tanto tempo foi tão machista
Que a lugar pra vaidade
Sem peder o encanto
O rumo
A luta.

E esse mundo que mostrou por tantas vezes ser injusto
E as lágrimas que você não deixava cair ao chão
As enxugava caminhando
Pois nunca foi de parar
Como um ser tão meigo trás tanta força?
Garra
Amor.

E os dias iferiores hoje é história
De alguém que lutou
Para ser reconhecida como igual
E como tantos herois que morrem diante de uma causa
Hoje o mundo tem seu dia, uma heroina
Preparada para o que der e vier
Um dom de ser mulher...



A todas as mulheres.... Um grande abraço e beijos...

E quando vem


(Agora sei que está tudo bem...)

(O quanto sorrimos em? KKKK)

(Pq a gente tiro muito som juntos...)

(Essa foi em casa...)



Talvez haja uma razão meio incoerente as vezes, mas talvez haja uma solução, para as dores, para as lágrimas, haja um mundo inverso do que este é, um mundo onde o sorriso e o amor é a maior supremacia, talvez no meio de toda essa gente pedindo e negando, haja um espaço para pensar que realmente vale a pena amar e, para que possamos ver, que o riso meigo e bobo de alguns, apagam por completo a indiferença de outros...

Você sempre Sorriu Renan... Hoje também vou seguir sorrindo...

Aonde estiver... Paz!

Seu amigo, Fábio Sousa...



Sei que a dor é o sentimento mais mais horrivel... A dor não pode ser medida, pois ela por si já é dolorosa em todas as formas, as vezes temos que aprender da forma mais dificil...
Sei que a lembranças por vezes dói, aquele sorriso, aquele abraço, aquele rosto, mas logo essa dor vira uma saudades tão sufocante que ficamos completamente sem rumo, e nos deligamos dessa realidade, e criamos a dúvida... Será que o que vivemos é real?
As vezes me pego pensando se há realmente um céu a me esperar, as vezes bate um forte desespero por pensar nisso, mas no que eu acredito no fundo do meu coração, isso palpita forte sabe? É que nessa vida, NADA É EM VÃO!!!
Cada pessoa que olhamos, cada palavra, as vezes nem ligado a nós, mas isso nos afeta, tudo a nossa volta, nos afeta, afeta nosso mundo, nosso jeito de viver...
Eu acredito que realmente haja um outro plano, mas para que possamos entrar temos que nos libertar desse corpo feito de carne e de pecado, para ficar a mais plena e pura energia que é nossa alma.
Termino brevemente dizendo que, Há um Deus a nos esperar, para acolher nossos medos, pq a verdadeira vida está apenas começando... Pq nada nessa vida é ou pode ser em vão, jamais esqueçam disso...


Sua passagem não foi em vão, e jamais será esquecida, pq você afetou minha vida e por assim os meus dias, como os de muitos...

Um forte abraço aonde você estiver, sei que está bem...

Do seu amigo, Fábio...


E quando vem
(Fábio Sousa)


Estamos procurando
Um lugar, um alguém
Na verdade tudo vai
Mas o que é que vem?

Se sempre estamos parados
Negando a tudo
Sem espaços para nada
Ah não ser pro nosso egoismo

Mas quando o medo vem
Nos lembramos que ainda estamos vivos...

Na escuridão seu nome vem
Mesmo parecendo que eu nunca disse antes
Na escuridão seu nome vem
Mesmo eu nunca dito antes...

Estamos só esperando
Que tudo caia desse céu
Que tudo venha a nós
Que tudo se ajeite

Mas sempre estamos parados
Enrolados, mal amados
E ainda falamos em igualdade
Quando somos nossos proprios erros...

Mas quando a dor vem
Nos lembramos pra que estamos vivos...

Coisas que humanos não entendem


(Esse sou eu nos dias de hoje, kkk)


Olhando algumas coisas aqui na net, me deparei com um twitte da Andressa Notari do blog Amar... Senão Amar! http://andresanotari.blogspot.com/ Onde ela falava de algumas coisas vulgares e tudo mais que envolvem o BBB, dentro desse tema ela citou algo sobre Os verdadeiros herois, quem são eles? O que me trouxe de volta um pensamento q eu tive a uns dias sobre isso... E motivado a isso eu escrevi esse post...

Um forte abraço a todos...

PAZ SEMPRE




Coisas que humanos não entendem
(Fábio Sousa)


Mesmo distante dos sorrisos
Dos motivos que te fazem feliz
À hora não passa
E você não sabe, o que é real

E mesmo distante das coisas
Que te faz sorrir
Talvez o universo mude
Talvez tudo venha ser...

Da maneira que você sonhou
A casa, o teto, o chão.
Eles não desabam.
E na mesa tem o pão.

Mas o sonho logo acaba
O que é real vira solidão
É no cabo de uma inchada
É nas pernas, é nas mãos

E se eu pudesse te fazer sorrir
E se eu pudesse te fazer sorrir

E se com minhas mãos eu puder tocar
Todas as coisas que te fez chorar
Eu às afundo pra dentro de mim
Só pra ter ver feliz...

E mesmo distante do sol
Mesmo distante dos sonhos
Você agradece ao céu...
Você agradece ao céu...


Coisas que humanos não entendem...


"O ser humano é uma criatura bondosa, mas isso nos faz pensar... O que realmente é o mal?"

Ladrões de vida


(E há um Céu...)


Um comentário chamou minha atenção, do meu amigo, Hugo de Oliveira, do blog Nosso-cotidiano... http://www.nosso-cotidiano.com.br/
Então hoje escrevo esse post para você Hugo, e para todas as pessoas que perderam alguém proximo...




Paz sempre...


Ladrões de vida.
(Fábio Sousa)


O caminhar em silêncio
Demonstrava o tamanho de nosssa amizade
No simples olhar saber
Tudo que se passa em você

E com medo do escuro
Eu fui capaz de ver
O clarão que invadia
E não era uma simples luz

E naquele dia eu não quis ir
E naquele dia eu não quis...
Quem sabe poderia ser diferente.
Mas essa dor me corrói.

Não sei se fui fraco
Mas agora não sei seguir
Pois tudo que me lembra
Me faz querer voltar, e finalmente ir...

Mas nao se engane ao falar
Pois tudo que vivemos vai se eternizar.
Na estrela mais distante
No universo mais falante...

E mesmo que a angústia venha visitar
E os ladrões de vida venham me assombrar
Serei sempre como me viu
Aquele jovem que um dia sorriu...


E mesmo que eu não entenda
Estou aqui para mudar
Mostrar o amor, talvez...
Para que esses ladrões, não voltem outra vez...



A todos que se foram...

Há um Céu


(Nada apaga os bons momentos, e foram tantos)


Eu não queria começar o ano no meu blog assim... Perdi um amigo, mais que isso um irmão mesmo, que me apoiou sempre nessa vida louca que escolhi (ou ela me escolheu)
Uma fatalidade que não tem como prever, mas meu bom saiba que aonde você estiver, você ainda vive aqui dentro de todos seus amigos, que você conseguiu o que muitos humanos tentam há seculos, Ser Imortal, vai sempre viver em nós.
E hoje mesmo que eu tente reunir todas as palavras mais belas do mundo e tentar explicar o que é esse sentimento, eu nao conseguiria, pq nenhum palavar é capaz de descrever isso, e vc sabe o quanto eu amo as palavras.
Eu cheguei a pensar que sentiria falta de ver você ao meu lado ouvindo minhas canções e tocando violão comigo, mas agora percebi que você está mais perto, vai estar sempre ouvindo... E cara pode ter certeza que te levarei em cada cançao que eu fizer, cada acorde que eu tocar, pq sei o quanto você amava isso, e o quanto amava Deus, você é uma pessoa mil vezes melhor do que eu, seu coração é enorme, cabe um mundo ai dentro, tanto que acolheu tanta gente, que hj chora por vc, mas nao se preocupe, as lágrimas são de saudades, talvez com um pouco de dor, mas saiba que tambem são de felicidade, por saber que Deus está te acolhendo ao lado dele, e agora sempre que olho para o céu, posso ver você sorrir, e tambem ouvir você me chamar no portão de minha casa...


Menos de um segundo e eu já perco o ar. Quase um minuto, quero te encontrar. É um sentimento que preciso controlar. Porque você se foi. Não está aqui... ♫ ♫ ♫ (Rosa de Saron)


Há um Céu
(Fábio Sousa)


Se tudo for diferente
Olha pra frente sem seguir
Será que é assim?

No meio dos medos anormais
Olhar pro alto sem respostas
Essa dor, talvez passe.
Será que é assim?

Quando o escuro dorminar
Mas a luz não se apagar
Eu quero olhar pro alto
Eu quero ser correto
E não deixar me controlar

Eu sei que muito fui errado
E você foi muito melhor
Então por que estou aqui?
E você está ai...

Os planos que não entendo
Talvez seja assim...
Não é a dor de um Adeus
De um até logo, talvez.

E nos meio dos sonhos irreais
Eu ouvi você me chamar
Nos acordes eu me perdi
Das letras que um dia fiz

E quando a incerteza dominar
Mesmo estando certo.
Saiba que para sempre viverá
Nos corações que um dia fez sorrir

E lá do alto talvez nos veja
De uma forma diferente
Eu que nem sempre crente.
Você me fez acreditar
Que também há um céu, a nos esperar...



"Na dor econtramos razões, que antes eram anormais"